Postado em 01 de Março às 09h26

Prefeito de Nova Erechim é preso por crime de corrupção passiva

Polícia Civil cumpriu mandado de prisão contra Nédio Antônio Cassol na manhã desta sexta-feira

Nova Erechim - A Polícia Civil prendeu Nédio Antônio Cassol, de 61 anos, prefeito do município de Nova Erechim, no Oeste de Santa Catarina, em decorrência de um mandado de prisão cumprido na manhã desta sexta-feira, dia 1º.

Segundo o delegado Arthur Lopes, que presidiu as investigações, a prisão é desdobramento do encerramento de dois inquéritos policiais que apuravam atos ilícitos do prefeito.

O político foi indiciado por crimes de corrupção passiva, aplicação indevida de verba pública e crime de afastamento de licitante, em razão da solicitação de propina a empresários que mantinham contratos de serviços licitados com o município.
Mesmo após os indiciamentos, de acordo com o delegado, o prefeito permaneceu coagindo testemunhas e verbalizando ameaças.

Os mandados de prisão preventiva foram expedidos pelo Tribunal de Justiça de Santa Catarina, já que o chefe do Executivo tem a prerrogativa de foro privilegiado.

Também foram deferidas medidas cautelares em desfavor de Valdecir Solivo, secretário municipal, com proibição de manter contato com a vítima e testemunhas e suspensão do exercício das funções públicas. Ele foi indiciado e denunciado como coator do crime de aplicação indevida de verba pública.

Em razão da primeira investigação, o Ministro Público denunciou Nédio Antônio Cassol pela prática do crime de corrupção passiva majorada, e, em concurso com Valdecir Solivo, nas sanções do crime de responsabilidade de aplicação indevida de verba pública. Já o segundo inquérito policial resultou na denúncia ministerial de Nédio Antônio Cassol pela prática dos crimes de concussão e de coação no curso do processo, bem como nas sanções do crime contra as licitações de afastamento de licitante.

Além de notificar o afastamento cautelar de Nédio Antônio Cassol, o Oficial de Justiça deu ciência à Mesa Diretora da Câmara de Vereadores do Município de Nova Erechim, ao Vice-Prefeito, que assumirá o cargo, e ao Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina.

Após os procedimentos policiais, bem como as notificações realizadas pelo Oficial de Justiça que acompanhou a diligência, o preso foi recolhido junto ao Presídio Regional Masculino de Chapecó, conforme determinado pelo Desembargador Relator.

(fonte: Oeste Mais)
 

Veja também

Justiça bloqueia R$ 3,57 bilhões do MDB, PSB, políticos e empresas24/05 O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) determinou o bloqueio de mais de R$ 3,57 bilhões, incluindo valores e bens dos partidos MDB e PSB, de empresas, políticos e outros indivíduos. Cabe recurso da decisão. O bloqueio abrange R$ 1.894.115.049,55 do MDB, de Valdir Raupp (MDB-RO), da Vital Engenharia Ambiental, de André Gustavo de Farias Ferreira, de......
Quanto ganha um deputado estadual?14/12/18 Confira os benefícios que os deputados estaduais têm direito...

Voltar para Política