Postado em 22 de Janeiro às 08h15

Deputada catarinense abre mão de ‘salário-extra’

Caroline De Toni abriu mão de benefício pago aos deputados eleitos

A deputada federal chapecoense Caroline De Toni (PSL), eleita em 2018, publicou um vídeo em suas redes sociais na última segunda-feira (21) onde afirma que protocolou um documento na câmara federal, renunciando do seu direito de receber o ‘Auxílio-mudança’. 

No vídeo a deputada catarinense explica que o auxílio mudança é um salário a mais pago aos deputados federais eleitos apenas para efetuarem a mudança de sua residência para Brasília. 

“O dinheiro público deve ser encarado como sagrado, não deve ser utilizado para dar privilégio para ninguém. É por isso que apesar de ser ‘legal’, eu considero o auxílio-mudança imoral, e por isso abri mão dele. Contem comigo, meus amigos, para cortar os privilégios no Brasil. Há muito trabalho ainda para moralizarmos este país”, diz a deputada. 

Veja também

Voltar para Política