Postado em 14 de Fevereiro às 08h58

Policia Civil de Xaxim desarticula esquema de desvio de produtos da empresa RAFITEC

Dois homens foram presos pela prática do crime de furto de derivados de petróleo (Polipropileno e Polietileno) qualificado pelo abuso de confiança e concurso de pessoas.

Xaxim - A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Polícia Civil da Comarca da Fronteira de Xaxim (DPCO-FRON/XAXIM ), prendeu em flagrante no início da tarde de quarta-feira (13/02) dois homens pela prática do crime de furto de derivados de petróleo (Polipropileno e Polietileno) qualificado pelo abuso de confiança e concurso de pessoas.

O Setor de Investigação recebeu denúncias de possíveis desvios de produtos da empresa RAFITEC, maior indústria de sacarias e big bags do Brasil. Na quarta-feira,por volta das 13horas ao tomar conhecimento de que um caminhão de Xanxerê, não autorizado pela empresa RAFITEC, teria carregado produtos conhecidos como Polipropileno e Polietileno, imediatamente a empresa entrou com contato com a Polícia Civil de Xaxim, comunicando mais uma eventual subtração do esquema que já havia sendo praticado com a participação de um funcionário da empresa, momento que os policiais civis conseguiram monitorar o caminhão já carregado que conseguiu deixar o pátio da empresa antes da chegada dos policiais, sendo abordado somente na cidade de Xanxerê.

Em vistoria no veículo foi encontrado os produtos subtraídos que totalizavam aproximadamente oito toneladas, os quais estão avaliados em mais de R$ 50.000,00.

Na ação que ocorreu em Xaxim, coordenada pelo Delegado de Polícia, Gustavo Oliveira Altemar, os policias civil prenderam em flagrante o funcionário L.L.W (30 anos), natural de Xaxim, que era o facilitador da entrada e saída dos caminhões utilizados para carregar os produtos subtraídos. Seguindo as diligências, mediante sua autorização, os policiais se deslocaram até sua residência do conduzido, quando então esse confessou que recebia R$ 10.000,00 por cada carga desviada, sendo encontrado e apreendido dentro de uma maleta no interior de um guarda roupa o valor de R$ 123.400,00.

Outra equipe, coordenada pelo Delegado de Polícia Civil, Fernando Callfass na cidade de Xanxerê, encontrou o caminhão com os produtos subtraídos, bem como realizou a prisão de F.S (27 anos), natural de Pato Branco/PR e residente em Xanxerê, se seria o intermediário entre a subtração dos produtos e os destinatários finais, que ainda serão identificados e responsabilizados.

Segundo os Delegados, o esquema criminoso movimentou mais de R$ 1.000.000,00 (um milhão de reais) nos últimos meses, segundo informações de um representante da própria empresa.

Ressaltaram ainda que somente da data de ontem, a Polícia Civil recuperou a carga avaliada em mais de R$ 50.000,00, além dos R$ 123.400,00 (cento e vinte e três mil e quatrocentos reais), que estava na posse do funcionário da empresa, fruto do recebimento do esquema da organização criminosa que fazia parte.

Após os procedimentos de Polícia Judiciária, os presos foram encaminhados ao Presídio Regional de Xanxerê, onde permanecem a disposição da Justiça.

Veja também

Voltar para Polícia