Postado em 11 de Setembro de 2019 às 09h33

Mantida condenação de vereador chapecoense por 7 tentativas de homicídio ao dirigir embriagado

PORTAL DX - O melhor da informação da Região Oeste de Santa Catarina Em julgamento realizado na tarde desta terça-feira (10/9), a 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Santa Catarina manteve a...

Em julgamento realizado na tarde desta terça-feira (10/9), a 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Santa Catarina manteve a condenação de vereador de Chapecó, no Oeste, acusado por tentativa de homicídio contra sete pessoas e por embriaguez ao volante por ter colidido com dois veículos no dia 1º de maio de 2014. A defesa do parlamentar recorreu da sentença proferida em júri popular realizado no fórum da comarca de Chapecó em 12 de abril deste ano.

No entanto, o grupo de desembargadores deu parcial provimento ao recurso, a fim de afastar a valoração negativa da culpabilidade - no júri popular, o Conselho de Sentença considerou que o réu ocupava cargo de vereador e tinha especial dever de evitar a prática de ações temerárias. O julgamento desta terça também reconheceu a atenuante da confissão quanto aos delitos contra a vida, ajustando a dosimetria da pena para seis anos de reclusão (desta vez no regime semiaberto) e seis meses de detenção (no regime aberto). O julgamento ocorreu por unanimidade, sob relatoria do desembargador Sérgio Rizelo. Desta nova decisão também cabe recurso.

De acordo com a denúncia apresentada, o caso ocorreu no Contorno Viário Oeste, na altura do bairro Santo Antônio, em Chapecó. Segundo testemunhas, o parlamentar estava na contramão quando atingiu a lateral do primeiro carro onde estavam um casal e um menino de quatro anos de idade (a mulher estava grávida de sete meses).

O vereador continuou trafegando em alta velocidade pela mão contrária da via e bateu de frente com outro veículo. Neste estavam um casal e os dois filhos (um menino com nove anos e uma adolescente com 13 anos). A jovem teve ferimentos mais graves e traumatismo craniano. Todos os envolvidos foram atendidos por equipes de socorro e se recuperaram. O vereador foi preso em flagrante e ficou no Presídio Regional de Chapecó por 33 dias. Após o deferimento de habeas corpus pelo TJ, pagou fiança e foi liberado (Autos n. 0008068-51.2014.8.24.0018).

Conteúdo: Assessoria de Imprensa/NCI

Foto: Rádio Chapecó

Veja também

Aurora Alimentos homenageia protagonistas da história dos 50 anos17/04/19 (Na foto: Esposa de Aury Luiz Bodanese, Zelinda Bodanese, recebeu a homenagem em nome do marido) ?No Brasil e no mundo, a Aurora Alimentos tornou-se paradigma de sustentabilidade, qualidade em alimentos, compromisso com o bem-estar social e respeito ao meio ambiente ? tudo temperado pelos princípios do cooperativismo universal. Assim é o cooperativismo que acalenta sonhos, realiza-os pela força do trabalho e......
Polícia prende cadeirante no Vila União em Xanxerê28/11/18 Por volta das 21horas de ontem (27) a Polícia Militar de Xanxerê foi chamada para atender vias de fato no Bairro Vila União, em Xanxerê. No local verificou se tratar de uma tentativa de homicídio envolvendo três homens. A briga iniciou com um de 23 anos e......

Voltar para Polícia