Postado em 15 de Janeiro às 09h18

Índices de criminalidade caem em SC

Nestes primeiros dias de janeiro, se comparado com o mesmo período do ano passado, houve redução. 

Florianópolis - Santa Catarina apresenta redução nos índices de criminalidade nestes primeiros dias de janeiro se comparado com o mesmo período do ano passado (1º/01 a 14/01). Foram registradas quedas nas seguintes ocorrências: roubo - em 2018 foram de 522 e neste ano, 284; furto - 4.286 (2018) e 2.874 (2019). O número de vítimas de crimes violentos letais intencionais foi de 38 no último ano e 29 em 2019. As vítimas de homicídio também reduziram de 38 para 29.


O resultado foi divulgado pelo Colegiado Superior de Segurança Pública de Santa Catarina na segunda-feira, 14. O Boletim Semanal de Indicadores da Segurança Pública do Estado resume os principais índices de criminalidade - mortes violentas, roubos e furtos. O objetivo desta divulgação, que faz parte de uma política de transparência, em sintonia com o Governo Moisés, é fazer com que a população tenha acesso mais ágil à informação. 


O Colegiado é formado pelo coronel Araújo Gomes (Polícia Militar e Secretário de Segurança Pública), pelo delegado-geral Paulo Koerich (Polícia Civil), coronel João Valério Borges (Corpo de Bombeiros), diretor-geral Giovani Eduardo Adriano (Instituto Geral de Perícias) e pelo coronel Flávio Graff (diretor-geral da SSP).


Para o Colegiado, o Boletim faz parte de um modelo de Segurança Pública diferenciado, transparente, proativo e eficiente, que tem como objetivo facilitar o acesso da sociedade civil, que poderá acompanhar o desempenho com base nos resultados.
 

Veja também

Mulher é baleada no centro de Chapecó03/06 Agora pouco uma mulher foi alvejada com três tiros no Centro de Chapecó, esquina da Getulio Vargas com a Marechal Deodoro, próximo a uma das agências do Itaú. O suspeito chegou fugir em uma moto, mas foi preso e encaminhado a......
Advogado de Najila deixa de representá-la no caso Neymar11/06 Foto: Reprodução Instagram O advogado de Najila Trindade, Danilo Garcia de Andrade, anunciou na noite desta segunda-feira que deixou o caso. Ele havia dito que não representaria mais a modelo, que acusa Neymar de estupro, se ela......

Voltar para Polícia