Agosto, o mês das superstições

Agosto, o mês das superstições

Há quem diga que o mês de agosto é tempo de más notícias e acontecimentos trágicos. Mas de onde vem estas superstições?

Por Portal DX 07/08/2018 - 07:51 hs

“Agosto é o mês do desgosto”, ou então, “o mês do cachorro louco”, você pode não até não ser supersticioso, mas provavelmente você já ouviu tais expressões utilizadas, principalmente por seus avós ou tios, como uma forma de justificar e explicar os acontecimentos indesejáveis do oitavo mês do ano. Mas de onde vem esta ‘superstição’?

A clássica rima ‘agosto é o mês do desgosto’ surgiu em Portugal na época dos descobrimentos, mas sofreu modificações ao longo do tempo. Originalmente a expressão era “Casar em agosto traz desgosto”. O motivo: As caravelas costumavam partir para o chamado “Novo Mundo” nessa época. Sendo assim, quem casava nesse mês acabava logo ficando distante de suas amadas, e suas noivas corriam risco de se tornarem viúvas antes mesmo da lua-de-mel.

Outra expressão bem conhecida diz que agosto é o “mês do cachorro louco”. A origem disso é o fato de que, supostamente, agosto é o mês com maior incidência de cadelas no cio. Por conta disso, os machos brigam entre si, ficando “loucos”. Essas disputas pela cadela amada também seriam responsáveis pela proliferação da raiva durante esse mês. Isso porque a doença é transmitida quando um cachorro infectado morde outro. Quando estão com raiva, os cães ficam espumando pela boca, o que contribui para que eles pareçam loucos.

Nossos ‘hermanos’ temem a morte no mês de agosto
Na Argentina há um provérbio que diz: “Julho te prepara e Agosto te leva”, conta o empresário argentino Julio Blas, que vive no Brasil há mais de 15 anos. “Há a superstição de que no dia 1º de agosto se toma ‘caña (cachaça) com ‘ruda macho’ (arruda) para proteger a saúde e para que a ‘parka’ (morte) não te leve”, explica.

A origem da tradição diz que a arruda protege dos males do inverno e prepara o corpo para o calor do verão. “Em agosto ocorria um número grande de mortes nos povos aborígenes devido ao frio e as fortes e abundantes chuvas típicas do fim da estação”, informa o portal argentino ‘Info Region’.

A bebida, segundo os argentinos deve ser preparada ainda no mês de julho e bebida como o primeiro alimento do dia que inicia o mês. “É uma superstição que existe na Argentina, mas nunca tomei. Porém algumas vezes coloquei arruda no carro e no calçado, que é outra forma de pedir proteção na Argentina”.

Acontecimentos históricos marcantes no mês de agosto
Coincidência ou não, alguns acontecimentos históricos e trágicos marcaram o mês de agosto. Confira alguns:
2 de agosto de 1934 - Hitler tornou-se líder da Alemanha;
6 e 9 de agosto de 1945 - Hiroshima e Nagazaki foram atacadas pelas bombas atômicas;
24 de agosto de 1954 - Presidente Getúlio Vargas cometeu suicídio no Palácio do Catete;
5 de agosto de 1955 - Morre Carmen Miranda
21 de agosto de 1961 - Jânio Quadros renuncia à presidência;
13 de agosto de 1961 - início a construção do Muro de Berlim;
5 de agosto de 1962 - Morte de Marilyn Monroe
4 de agosto de 1964 – Os EUA começam a bombardear o Vietnã
16 de agosto de 1966 – O rei do Rock, Elvis Presley, é achado morto em seu quarto
22 de agosto de 1976 -  Juscelino Kubitschek morre em um trágico acidente de carro;
27 de agosto de 1980 – Ataques a bomba no Rio de Janeiro – uma na sede da OAB, outra na câmara de vereadores, e um terceiro explosivo na sede do jornal Tribuna Operária;
17 de agosto de 1987 – Carlos Drummond de Andrade morre vítima de parada cardíaca;
21 de agosto de 1989 – Morre aos 44 anos o cantor Raul Seixas;
31 de agosto de 1997 – Morre Lady Diana Spencer, a Lady Di, em trágico acidente de carro;
17 de agosto de 2017 – Em atentado terrorista, uma van atropela pedestres em Barcelona;

Juscelino Kubitschek e Getúlio Vargas, dois dos presidentes mais populares do Brasil morreram no mês de agosto