Postado em 18 de Março às 09h37

Santa Catarina e Argentina discutem implementação da Rota do Milho

A Jornada Caminhos para a Integração Produtiva acontece nesta segunda-feira (18), na Sala Agostinho Duarte do Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo de Nes e contará com a presença da vice-governadora de Santa Catarina Daniela Reinehr e do secretário de Estado da Agricultura e da Pesca, Ricardo de Gouvêa.

Chapecó - Evento em Chapecó discute a integração Brasil e Argentina para o desenvolvimento rural. O foco do encontro está na parceria entre Santa Catarina e a Província de Misiones na implementação da Rota do Milho.

A Jornada Caminhos para a Integração Produtiva acontece nesta segunda-feira (18), às 8h30, na Sala Agostinho Duarte do Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo de Nes e contará com a presença da vice-governadora de Santa Catarina Daniela Reinehr e do secretário de Estado da Agricultura e da Pesca, Ricardo de Gouvêa.

O evento reunirá lideranças empresariais e do agronegócio, investidores, cooperativistas e pesquisadores, além de representantes do governo da Argentina e de Santa Catarina. A Jornada Caminhos para Integração é promovida pela Secretaria de Agroindústria do Ministério de Produção e Trabalho da Presidência da República Argentina, conta com apoio logístico do município de Chapecó e apoio operacional do Sebrae/SC.

O objetivo do encontro é apresentar informações relacionadas à parceria produtiva entre Brasil e Argentina, com foco nas questões sanitárias, regime de propriedade intelectual, propriedade de imóveis, regime legal para exportação de grãos e direitos de exportação, dentre outros aspectos. A programação inclui explanações de técnicos, autoridades argentinas e apresentação de organizações cooperativistas da região da Província de Misiones (Argentina) e de Santa Catarina, além de atendimento individualizado pelos responsáveis – o que será agendado para a terça-feira, dia 19.

ROTA DO MILHO
Santa Catarina produz em média três milhões de toneladas de milho por ano e utiliza sete milhões na alimentação de suínos e aves – o consumo diário passa de 19 mil toneladas. Com a implantação da Rota do Milho, o estado poderá ser abastecido pelo Paraguai, com os caminhões passando pela Argentina e chegando a Santa Catarina pela aduana de Dionísio Cerqueira. O percurso do grão pelo modal rodoviário do Centro-Oeste até Santa Catarina deverá reduzir de aproximadamente dois mil quilômetros para 350km.

Veja também

Bolsonaro confirma aumento de validade da carteira de motorista06/05 O presidente Jair Bolsonaro disse que, em breve, vai encaminhar ao Congresso Nacional uma medida provisória para aumentar o tempo de validade da Carteira Nacional de Habilitação, de cinco anos para dez anos. Em entrevista ao Programa Silvio Santos, do SBT, na noite de ontem (5), ele também defendeu o aumento no limite tolerado de pontos na carteira de motorista e a retirada de......
Badesc vai investir mais de R$ 58 milhões em municípios de SC14/05 Presidente do Badesc, Eduardo Machado (foto: Divulgação) A Agência de Fomento do Estado de Santa Catarina (Badesc) vai investir R$ 58,7 milhões em municípios que apresentam alta evasão populacional e baixo......
Prefeitura de Xaxim vai doar seis terrenos à empresas25/07 Deu entrada na Casa Legislativa no mês de junho, o projeto lei, advindo do Poder Executivo, 32 que “Autoriza o Poder Executivo a efetuar a doação, com encargos de imóveis localizados junto ao Distrito Industrial e outros......

Voltar para Economia