Postado em 26 de Fevereiro às 13h50

Sala do Empreendedor auxilia marceneiro na formalização da empresa através do Mei

Atualmente, Xanxerê conta com 5,3% da população cadastrados como Microempreendedores Individuais.

Xanxerê - A Sala do Empreendedor, localizada na Prefeitura de Xanxerê, tem atendido diariamente a comunidade, que busca formalizar sua atividade profissional. Prova disso, e conforme o Sebrae que desenvolve o projeto em Xanxerê, é que já são 2.637 Microempreendedores Individuais (Meis) cadastrado e, destes, 60% foram atendidos em 2018, recebendo informações e orientações para abertura de suas empresas.

Nesta forma de atendimento, este na Sala do Empreendedor Antonio Tomasi, que é marceneiro e tem mais de 30 anos de experiência no mercado moveleiro. Ele formalizou sua atividade e criou a empresa LGA Móveis Sob Medida, onde atende aos pedidos em seu escritório junta a fabrica, localizado na Rua João Thomaz Westerich, 666, no Bairro Vista Alegre.

Conforme o microempreendedor, esta é uma possibilidade de criar móvel com qualidade e praticidade aliados ao que há de mais moderno no seguimento. Atualmente, Xanxerê conta com 5,3% da população cadastrados como Microempreendedores Individuais. 

Veja também

Balcão de Empregos de Chapecó tem 161 vagas em aberto24/06 Nesta semana o Balcão Municipal de Empregos está com 161 vagas disponíveis. Os interessados podem acessar a página oficial www.chapeco.sc.gov.br/balcaodeempregos e conferir as vagas e os requisitos exigidos para cada uma delas. Os interessados podem se cadastrar na sede do Balcão, que fica na Rua Carlos Pinho, n° 30 d, próximo ao Restaurante Bandejão, onde o......
Golpe contra o produtor e o consumidor16/01 Faesc pede revogação de medida que aumentou a tributação sobre alimentos. ...
Bolsonaro confirma aumento de validade da carteira de motorista06/05 O presidente Jair Bolsonaro disse que, em breve, vai encaminhar ao Congresso Nacional uma medida provisória para aumentar o tempo de validade da Carteira Nacional de Habilitação, de cinco anos para dez anos. Em entrevista ao Programa......

Voltar para Economia