Postado em 28 de Maio às 09h13

Mega-Sena pode pagar R$ 48 milhões nesta quarta-feira (29)

PORTAL DX - O melhor da informação da Região Oeste de Santa Catarina A estimativa da Caixa Econômica Federal para o prêmio desta quarta-feira (29) é de R$ 48 milhões.  O superintendente nacional de Loterias da...

A estimativa da Caixa Econômica Federal para o prêmio desta quarta-feira (29) é de R$ 48 milhões.  O superintendente nacional de Loterias da Caixa, Gilson Braga, conta que pessoas têm duas formas mais convencionais para jogar.

“As apostas, para lembrar, poderão ser feitas até quarta-feira, às dezenove horas, horário de Brasília. A pessoa pode estar jogando numa unidade lotérica, em qualquer lugar do país, nós temos cerca de treze mil lotéricas espalhadas por todo o território nacional, podendo também, se a pessoa tiver interesse, apostar também pela internet, pelo endereço loteriasonline.caixa.gov.br”, afirmou.

Para jogar pela internet, o apostador precisa ser maior de 18 anos e efetuar um pequeno cadastro. O cliente escolhe seus palpites, insere no carrinho e paga todas as suas apostas de uma só vez, utilizando o cartão de crédito. O valor mínimo da compra no portal é de R$ 30 e máximo de R$ 500 por dia.

Já a aposta simples, feita na lotérica, custa R$ 3,50. Neste caso, a possibilidade de acertar, segundo a Caixa, é de uma em mais de 50 milhões. A aposta mais cara custa mais de R$ 17.500, que é quando a pessoa marca 15 números na cartela. Neste caso, a possibilidade de acertar é de uma em 10 mil.

Veja também

Prefeitura e CDL de Xaxim querem desenvolver o comércio de Marema08/07 Uma parceria para desenvolver ações de inventivo ao comércio local foi estabelecida entre a Prefeitura de Marema e a CDL de Xaxim (Câmara de Dirigentes Lojistas). O assunto foi discutido na última semana, durante uma reunião entre o Secretário de Administração de Marema, Pitágoras Argenti; a Vice Presidente da CDL de Xaxim, Solange Oro; e a......
Santa Catarina busca apoio federal para melhorias na Rota do Milho15/04 A Rota do Milho já é uma realidade em Santa Catarina, o trajeto diminui os custos logísticos para a importação do grão e abastecimento das agroindústrias no estado. O Governo catarinense busca agora apoio federal para melhorar os serviços prestados na aduana......

Voltar para Economia