Postado em 01 de Março às 09h50

Frigorífico de Xanxerê é habilitado a exportar carne suína para a Coreia do Sul

Empresas que poderão vender produtos para o país asiático são do Oeste, Vale do Itajaí e Sul. Agora estado tem 15 plantas habilitadas para exportar para aquele país.

Xanxerê - Santa Catarina vai ampliar a presença no mercado asiático. A Agência de Quarentena Animal e Vegetal da Coreia do Sul (APQA) anunciou nesta semana a habilitação de mais nove frigoríficos brasileiros para exportação de carnes suína e de frango. Seis deles têm sede em Santa Catarina, com boa parte no Oeste. Todas as plantas autorizadas a vender carne suína são do estado, único fornecedor do Brasil ao país asiático.

Das nove plantas habilitadas nesta semana, cinco são de carne suína e quatro de aves. Os frigoríficos autorizados em Santa Catarina para exportação de carne suína são Satiare Alimentos, de Xanxerê; Pamplona Alimentos, de Rio do Sul; Frigorífico Catarinense, de Grão Pará; Seara Alimentos, de São Miguel do Oeste, e Seara Alimentos, de Itapiranga. A Cooperativa Central Aurora, de Maravilha, está habilitada a vender carne de aves.

Santa Catarina já tinha nove estabelecimentos autorizados a exportar carnes para a Coreia do Sul. Com a nova listagem, o estado passa a ter 15 plantas habilitadas. Os novos estabelecimentos já haviam cumprido com a etapa anterior, de autorização junto ao Ministério da Segurança dos Alimentos e Medicamentos (MFDS) daquele país. Dessa maneira, estão prontas para iniciar as exportações de carnes para a Coreia do Sul.

As habilitações foram resultado de missão de auditoria realizada por autoridades sul-coreanas em outubro do ano passado. Segundo o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), os serviços sanitários da Coreia do Sul são conhecidos por estarem entre os mais rigorosos do mundo.

Com 50 milhões de consumidores, a Coreia do Sul importa cerca de 1,5 bilhão de dólares por ano em carne suína. Em 2018, Santa Catarina embarcou 1,19 mil toneladas, gerando um faturamento de US$ 1,8 milhão. O país asiático é também um grande consumidor da carne de frango produzida no estado. No último ano foram 33,5 mil toneladas exportadas do produto, com receitas de US$ 59,9 milhões.

(fonte: G1/OesteMais)

Veja também

Acordo para votar Previdência na CCJ não terá impacto fiscal22/04 Foto: Fábio Rodrigues Pozzebon/Agência Brasil O acordo para votar a proposta de reforma da Previdência na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados amanhã (23) não terá modificações com impacto fiscal nem terá alterações na “espinha dorsal do projeto”. A......
Sicredi financia sistema de energia solar para hospital do Oeste14/06 Foi inaugurado nessa quarta-feira (12) o sistema de geração de energia fotovoltaica do Hospital Nossa Senhora da Saúde (HNSS), de Coronel Freitas. Com investimento na ordem de R$ 400 mil, o sistema implantado conta com 200 placas solares......

Voltar para Economia