Postado em 01 de Março às 09h50

Frigorífico de Xanxerê é habilitado a exportar carne suína para a Coreia do Sul

Empresas que poderão vender produtos para o país asiático são do Oeste, Vale do Itajaí e Sul. Agora estado tem 15 plantas habilitadas para exportar para aquele país.

Xanxerê - Santa Catarina vai ampliar a presença no mercado asiático. A Agência de Quarentena Animal e Vegetal da Coreia do Sul (APQA) anunciou nesta semana a habilitação de mais nove frigoríficos brasileiros para exportação de carnes suína e de frango. Seis deles têm sede em Santa Catarina, com boa parte no Oeste. Todas as plantas autorizadas a vender carne suína são do estado, único fornecedor do Brasil ao país asiático.

Das nove plantas habilitadas nesta semana, cinco são de carne suína e quatro de aves. Os frigoríficos autorizados em Santa Catarina para exportação de carne suína são Satiare Alimentos, de Xanxerê; Pamplona Alimentos, de Rio do Sul; Frigorífico Catarinense, de Grão Pará; Seara Alimentos, de São Miguel do Oeste, e Seara Alimentos, de Itapiranga. A Cooperativa Central Aurora, de Maravilha, está habilitada a vender carne de aves.

Santa Catarina já tinha nove estabelecimentos autorizados a exportar carnes para a Coreia do Sul. Com a nova listagem, o estado passa a ter 15 plantas habilitadas. Os novos estabelecimentos já haviam cumprido com a etapa anterior, de autorização junto ao Ministério da Segurança dos Alimentos e Medicamentos (MFDS) daquele país. Dessa maneira, estão prontas para iniciar as exportações de carnes para a Coreia do Sul.

As habilitações foram resultado de missão de auditoria realizada por autoridades sul-coreanas em outubro do ano passado. Segundo o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), os serviços sanitários da Coreia do Sul são conhecidos por estarem entre os mais rigorosos do mundo.

Com 50 milhões de consumidores, a Coreia do Sul importa cerca de 1,5 bilhão de dólares por ano em carne suína. Em 2018, Santa Catarina embarcou 1,19 mil toneladas, gerando um faturamento de US$ 1,8 milhão. O país asiático é também um grande consumidor da carne de frango produzida no estado. No último ano foram 33,5 mil toneladas exportadas do produto, com receitas de US$ 59,9 milhões.

(fonte: G1/OesteMais)

Veja também

Santa Catarina busca apoio federal para melhorias na Rota do Milho15/04 A Rota do Milho já é uma realidade em Santa Catarina, o trajeto diminui os custos logísticos para a importação do grão e abastecimento das agroindústrias no estado. O Governo catarinense busca agora apoio federal para melhorar os serviços prestados na aduana de Dionísio Cerqueira, porta de entrada do milho vindo do Paraguai. Esse foi um dos assuntos tratados nesta sexta-feira (12), pela vice-governadora Daniela......
Conta de luz terá cobrança extra em maio29/04 A Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) anunciou que a bandeira tarifária no mês de maio vai ser amarela, com custo de R$ 1,00 para cada 100 quilowatts-hora consumido. Vale lembrar que desde dezembro do ano passado a bandeira......

Voltar para Economia