Postado em 04 de Fevereiro às 17h18

Arrecadação estadual cresce 11,4% em janeiro

De acordo com dados da SEF/SC, divulgados nesta segunda-feira, 4, o total da receita tributária bruta em janeiro foi de R$ 2,5 bilhões, crescimento de 11,4% em relação ao mesmo mês em 2018.

Florianópolis - A nova política tributária implementada pela Secretaria de Estado da Fazenda de Santa Catarina (SEF/SC), com a revogação gradativa da Substituição Tributária (ST) e a revisão dos benefícios fiscais, já reflete na arrecadação. De acordo com dados da SEF/SC, divulgados nesta segunda-feira, 4, o total da receita tributária bruta em janeiro foi de R$ 2,5 bilhões, crescimento de 11,4% em relação ao mesmo mês em 2018.

“Este resultado positivo é reflexo de um trabalho que iniciamos no ano passado, além da recuperação econômica”, frisou o secretário Paulo Eli. Somente com ICMS, principal tributo do Estado, a arrecadação foi de R$ 2,06 bilhões.

O secretário ressalta que houve um crescimento significativo também em relação ao mês anterior. “Registramos alta de 4,7% em relação a dezembro de 2018, mês no qual, tradicionalmente, a economia está mais aquecida por causa das festas de fim de ano”, disse.

Veja também

Acordo para votar Previdência na CCJ não terá impacto fiscal22/04 Foto: Fábio Rodrigues Pozzebon/Agência Brasil O acordo para votar a proposta de reforma da Previdência na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados amanhã (23) não terá modificações com impacto fiscal nem terá alterações na “espinha dorsal do projeto”. A......
Dia das Crianças deve movimentar R$ 10,3 bilhões no varejo04/10 FOTO ARQEUIVO EBC Última grande festa comemorativa antes do Natal, o Dia das Crianças não deve passar despercebido pelos brasileiros. Mesmo em meio a um cenário econômico desafiador, com alto índice de......
Taxa de desemprego fica em 12,7% no primeiro trimestre do ano30/04 Foto Wilson Dias - Agência Brasil A taxa de desemprego no país atingiu 12,7% no primeiro trimestre do ano, acima dos 11,6% do último trimestre de 2018. Houve, no entanto, queda na comparação com o primeiro trimestre do......

Voltar para Economia