Postado em 20 de Maio às 17h00

Piscicultura é aliada ao cultivo de plantas para alimentar outros animais

PORTAL DX - O melhor da informação da Região Oeste de Santa Catarina Produtores de Passos Maia e outros municípios da região assistiram a uma palestra e participaram de uma visita técnica sobre a produção de...

Produtores de Passos Maia e outros municípios da região assistiram a uma palestra e participaram de uma visita técnica sobre a produção de organismos na água, especialmente peixes, no último sábado, dia 18. O zootecnista e especialista em administração rural e qualidade nas organizações, Manuel dos Santos Pires Braz Filho, falou sobre o assunto.

Promovido pela Secretaria de Agricultura e Desenvolvimento Econômico de Passos Maia, em parceria com o Sebrae, o evento detalhou técnicas que otimizam a produção. O objetivo da administração municipal é firmar um convênio para incentivar a produção em propriedades com potencial, com o município viabilizando apoio técnico.

Conhecido pelo desenvolvimento e aplicação de técnicas com sistemas de aeração, reuso de água e alimentação alternativa para o pescado, Manuel explicou que nos tanques, além da produção do peixe, é possível fazer com que os dejetos sirvam de adubo para o cultivo de plantas em um sistema sobre a água.

“Fazendo uma criação de peixes, nós conseguimos produzir algumas plantas aquáticas que alimentam suíno, frango, bovino e também como podemos usar os dejetos do peixe para adubar as lavouras. Com isso, a gente reduz os custos de produção da propriedade rural, melhora a produção como um todo e consegue obter melhor lucratividade”, assinalou.

Para detalhar o conceito de aproveitamento dos recursos da produção, uma visita a um viveiro na Linha Bela Vista foi realizada no mesmo dia. O profissional abordou as relações do ambiente, condições do sol, vento e a importância da análise da água e outros controles para otimizar a produção. “Essa somatória de controle possibilita reduzir de 20 a 30% o custo de ração”, disse Manuel, que também participou de um almoço à base de peixe.

O prefeito Leomar Listoni destacou que o município estuda uma parceria, por meio de um convênio, para fomentar o desenvolvimento da produção nas propriedades. A intenção da administração municipal é ampliar a cadeia produtiva e aumentar a renda dos produtores, já que condições favoráveis para a implementação da atividade foram encontradas em várias propriedades.

Veja também

Refugiados venezuelanos são acolhidos em Chapecó28/05 O oeste catarinense acolhe o primeiro grupo de refugiados venezuelanos que chega ao sul do Brasil. Transportados pelo Governo Brasileiro, um grupo de 81 pessoas chegou na segunda-feira (27) no Aeroporto Serafim Enoss Bertaso, de Chapecó, e outros 70......

Voltar para Cidades