Postado em 18 de Janeiro às 17h26

Autoridades de Marema buscam reativação da balsa

Depois de mais de 50 anos de operação, está interditada pela Marinha, a balsa que faz a travessia entre os municípios de Marema e Quilombo, através do Rio Chapecó.

Marema - Depois de mais de 50 anos de operação, está interditada pela Marinha, a balsa que faz a travessia entre os municípios de Marema e Quilombo, através do Rio Chapecó. Preocupados com a situação, o prefeito Adilson Barella e o prefeito em Exercício, Miri Taison Taglian, estiveram  no escritório da Marinha do Brasil, em Chapecó.


Acompanhados do Assessor Jurídico da Prefeitura de Marema, Luis Antonio Cipriani, Barella e Taglian foram buscar informações referentes a interdição da balsa. “A situação nos preocupou, porque a balsa é um meio de transporte diário para dezenas de pessoas que precisam se deslocar entre os municípios. Inclusive, estivemos em contato com o Prefeito de Quilombo, Silvano De Paris, que também compartilha dessa preocupação,” explica Barella.


Em Chapecó, o grupo foi recebido pelo Sargento Maurício, da Marinha Brasileira.

“Fomos informados de que a balsa está interditada devido à necessidade de regularização. Ela não possui registro junto ao órgão portuário e o operador não é habilitado para a finalidade, ou seja, a travessia de passageiros e cargas,” esclarece Adilson Barella.


Conforme o prefeito em exercício, Miri Taison Taglian, o governo municipal está em contato com o operador da balsa, Sadi Zilli e o proprietário da embarcação, para auxiliar na regularização do meio de transporte.

“Mesmo sendo particular, estamos empenhados em contribuir para agilizar a liberação da balsa. Entendemos que o equipamento representa um importante meio de transporte, sem falar da importância histórica e cultural que a balsa tem para a região.” 

Veja também

Voltar para Cidades